Eleanor & Park ( Rainbow Rowell )

06:41:00

Eleanor & Park




Nome: Eleanor & Park
Autor: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Páginas: 325
ISBN: 978- 85- 428- 0125- 5

Sinopse:
"Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola.
Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths.
 Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo."



O livro retrata a história de Eleanor, uma garota que acaba de voltar para casa, um lugar que ela sempre tentou fugir. As constantes agressões do padrasto, a submissão da mãe, e, para finalizar seus irmãos mais novos.
Eleanor não é o tipo de garota convencional. Ela é do tipo desmanzelada, que não “liga” para o que veste, seu peso é considerado um pouco acima, e nunca consegue fazer com que seu belo cabelo ruivo cacheado ( ao meu imaginário, tipo Merida, de Valente) ficar parado.
Ao mesmo tempo temos o Park, um mestiço de mãe coreana e pai americano. Park é o tipo de garoto calmo e tranquilo, que prefere viver em seu próprio mundo, do que fazer parte de uma turma no colégio.
Enquanto Park poderia escolher ser popular, Eleanor é alvo de bullying, o que a magoa muito.



Os dois acabam por ventura tendo que sentar no banco um ao lado do outro. A principio Eleanor sabe que esta incomodando o garoto, mas conforme vão passando os dias , eles vão se aproximando. Começa quando Park lê gibis/quadrinhos no ônibus e a guria acaba lendo junto, meio escondida, percebendo isso, Park, empresta seus quadrinhos e assim começa uma relação entre os dois.




Park vem de uma família que pode ser considerada classe média, enquanto Eleanor vem de uma pobre.
O livro mostra o mundo onde eles vivem, a relação deles entre si e com as pessoas a volta.
Mas o mais lindo mostra o primeiro e verdadeiro amor. E o que eu achei sensacional é como a autora vai mostrando isso. Ela consegue mostrar como eles estão se apaixonando um pelo outro. Detalhes de quem um dia se apaixonou, consegue reconhecer.



Mas não podemos ignorar o restante, quem dera, não é uma história completamente fofa e não há problemas. Pelo contrario, o que mais encontramos são problemas e obstáculos que Eleanor e Park tem que enfrentar. Seja na escola, em casa, entre os dois, tem a questão da busca pela identidade quando adolescente.


Não foi o primeiro livro da autora que li, e para ser sincera, até agora, não foi o melhor. O melhor na minha humilde opinião é Fangirl ( que ainda não resenhei ). Demorei para engatar na história, talvez por preguiça, pois o livro é narrado em terceira pessoa, o que me deixa fora da minha zona de conforto. Entretanto a escrita da autora consegue deixar o leitor próximo dos personagens.

“PORQUE NÃO IMPORTA PRA MIM, PARK. SE VOCÊ GOSTAR DE MIM, EU JURO POR DEUS, NADA MAIS IMPORTA.” 
-ELEANOR

O livro é uma fofura, a capa e a folha de guarda são uma gracinha. E sem contar as citações que tem na capa e contracapa.



O final, eu não esperava por esse, na verdade queria outro.Mas não deixe-se enganar, é uma história que vale a pena ser lida. É que nem John Green falou, “ Uma linda e perturbadora história de amor”.


Espero que tenha gostado
Beijos e até a próxima

Jéssica Tolare

P.S. Eu sei que tem muita imagem, mas é que é uma mais fofa que a outra *-*

You Might Also Like

0 comentários

Amazon

Amazon