RESENHA – A GAROTA DO CALENDÁRIO #1 – JANEIRO – AUDREY CARLAN

20:00:00





Nome: A garota do Calendário - Janeiro
Título original: Calendar Girl: January
Série: A garota do calendário
Volume: 1
Autor(a): Audrey Carlan
Editora: Verus
Páginas: 143
Ano: 2016

Sinopse:

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser…
Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

Desde que a editora começou a lançar, divulgar, fiquei intrigada. A proposta é de certa forma diferente.
Vai trazer Mia, após seu pai ser espancado por dever dinheiro a um agiota, que na verdade era um namorado dela que dizia ser empresário, e ir para a UTI, ela assume a dívida do pai, que deve um milhão de dólares. Para sanar essa dívida, ela vai trabalhar na empresa da tia como acompanhante de luxo.
A principio ela é totalmente contra, mas depois que percebe que não há outra saída para salvar a vida de seu pai, ela aceita.
E com isso ela vai passar um ano trabalhando nessa agência, cada mês com um cara lindo e rico. No contrato diz que sexo não faz parte, é algo opcional.

Você vai ser enviada para onde o homem estiver e ser tudo o que ele precisar durante um mês. Mas eu não vendo sexo. Se você dormir com eles, vai ser uma decisão sua. Entretanto, quando der uma olhada nos homens que eu tenho na lista de espera, você vai pensar duas vezes sobre não ir para cama com eles. Isso sem falar no pagamento extra”

Em Janeiro ela vai ter seu primeiro cliente, Wes, um cara MARAVILHOSO (ou todos os melhores adjetivos que existem). Impossível não se apaixonar por ele, é lindo, inteligente, sabe tratar uma mulher. Ele é produtor de cinema famoso, e para conseguir finalizar acordos importantes, sem a interferência de mulheres interesseiras, sem o drama e romance, ele contrata a Mia.
Há atração entre os dois, mas uma de suas regras básicas é que não pode haver amor, ela não pode se apaixonar por ele.

Se você tirar a roupa, não vai ser porque eu estou pagando.
O melhor da protagonista é que ela é legal, não é irritante, não fica se lamentando pelo o que houve, ela entra de cabeça, trata o romance com Wes com leveza, aproveita tudo que lhe é oferecido, quer juntar o dinheiro para salvar seu pai e aprender a crescer como mulher, o que é bom, já que a história é contada pela narrativa dela.

O final me pegou de surpresa, confesso que fiquei tão encantada com Wes, que quando a Mia teve de partir porque o contrato havia acabado fiquei com o coração partido. Hahah
O livro é hot, sim, muito, inclusive é sugerido para maiores de 18 anos, mas não é apenas isso. Ele tem sua profundeza também. Vemos aqui questões como amizades sendo construídas, confiança, honestidade, crescimento próprio. É algo muito interessante de ler.
A autora possui uma escrita fácil e gostosa, que flui nos momentos certos. Ele tem uma das capas mais lindas que já vi, e acredito que de toda a série. Eu comprei o primeiro e o segundo, mas não vejo a hora de comprar toda a coleção, haja dinheiro. Isso porque eu não iria comprar nada até a Bienal e já viu que não sei me segurar.


Serão 12 livros, a mesma protagonista e doze caras diferentes, o que mais eu poderia querer. Já tenho o segundo aqui, mas tô com receio de ler e acabar logo e não ter o terceiro. Sendo assim, vou esperar mais, quero dar um tempo também, porque quando fora ler o segundo, que é do mês de Fevereiro, quero ler com mente mais limpa, sem ficar shippando a Mia com Wes, esse foi no livro de Janeiro, agora em Fevereiro, ela encontra o Alec, um excêntrico artista francês.
Estou ansiosa para saber mais dos outros caras, e o final da série, o que vai acontecer com a Mia.

É um romance New Adult, que gostei muito. É uma leitura rápida e gostosa que tem sua profundidade, para quem gosta do gênero vai adorar.

Beijos e até a próxima,
Jéssica Tolare


You Might Also Like

0 comentários

Amazon

Amazon