DIA DOS MORTOS

22:31:00




No post passado disse que viria falar sobre o NaNoWrimo. E realmente era essa a intenção. Até lembrar que hoje é Dia de Finados, e, consequentemente, chamado Dia dos Mortos no México. Por ser celebrado lá, por retratar costumes de uma cultura, do qual me apaixonei, achei que seria interessante vir falar sobre ela aqui. E como a data é hoje, então o post do NaNo vai ficar para outro dia.
Pode até parecer besteira, mas o que me despertou o interesse para a cultura Mexicana e esse feriado foi o filme “Festa no céu”. É uma animação (sim, adoro animações), mas que retrata de certa forma essa dia festivo.

Apesar de ser uma celebração de origem indígena, há relatos que os astecas, maias, purépechas, náuatles e totonacas já praticavam naquela época. Os rituais que celebram a vida dos ancestrais nestas civilizações datam pelo menos há três mil anos, a festa durava em torno de um mês, geralmente o nono do calendário asteca. Com a chegada dos espanhóis, que ficaram horrorizados com essa cultura, mas que foram obrigados a aceitar a existência dela, de certa forma, eles acabaram misturaramdo a cultura e religião espanhola com a indígena mexicana. A partir do século 16, nasceu o dia de todos os santos, no dia 01 de novembro e o dia 02, dia dos mortos.

No dia dos mortos é celebrada a memória deles e acredita-se que os mesmos voltam para visitar suas famílias, por isso, eles enfeitam os túmulos, colocando velas e flores, junto com oferendas, transformando em uma homenagem.


Para os mexicanos pré-hispânicos, a morte não era uma tragédia, era parte do binômio vida-morte. Uma viagem que durava quatro dias para Mictlan, um lugar que não possui localização geográfica, mas tem governantes, chamado de o reino dos mortos desencarnados, ou o lugar os mortos, para descansar ou ser castigado. Lá não há luz ou janelas, é um lugar escuro e grande onde não se pode entrar e, quando se entra, não se pode sair por vontade própria. Nesse lugar, as almas encontravam com os senhores do lugares: Mictlantecuhtli (senhor dos mortos) e sua companheira Mictecacíhuatl (senhora dos mortos) e lhe ofereciam presentes.

Depois os mortos eram enviados a uma das nove regiões do baixo mundo, para passar um período de prova de quatro anos antes de continuar sua vida em Mictlan e, assim, chegar ao último estágio, o lugar do descanso eterno.

Atualmente, a festa dura em torno de 3 dias. Começa dia 3 de outubro e termina no dia 2. Nessa época acredita-se que as almas tenham autorização para sair de Mictlan e visitar os vivos e, por isso, são feito os altares para os mortos.

No dia 28 de outubro se festeja quem morreu assassinado, ou de maneira violenta; nos dias 30 e 31 de outubro, as crianças que não foram batizadas, e no dia 1 de novembro todas as pessoas que tiveram uma vida impecável e as demais crianças. No dia 02, as famílias comem as oferendas colocadas nos altares das casas e visitam os cemitérios.

A UNESCO decretou em 2003, que a festa mexicana do Dia dos Mortos é Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, devido a sua importância. O maior símbolo dessa festa é o altar feito para os mortos.


O dia dos mortos representa a nova etapa do morto que está a caminho do descanso eterno. Uma cultura muito interessante de se conhecer e apreciar. Como conheci através de uma animação, nada mais justo do que deixar o trailer aqui.



Beijos e até próxima,
Jéssica Tolare

You Might Also Like

0 comentários

Amazon

Amazon