QUANDO PERDI O INTERESSE EM LER

09:00:00




Esse título pode parecer meio estranho principalmente para quem é leitor. Mas é a verdade, eu perdi o interesse em ler. Deixe-me explicar melhor.

Desde que me conheço por pessoa gosto de ler. Mesmo na época do vestibular e com a falta de tempo eu ainda conseguia ler. Ainda lembro que foi o ano que mais li livros, 122 para ser exata (sim, eu anoto minhas leituras).

Sabia que quando começasse a faculdade elas diminuiriam, mas não que eu perderia a vontade de querer ler. Conversando com outras pessoas que me disseram que não é que eu havia perdido o interesse em ler, mas si que tinha trocado os livros que normalmente lia, por textos científicos, artigos, teses, dissertações. E que quando acabasse o curso o interesse voltaria.

Aceitar que estava acontecendo isso comigo foi mais difícil do que imaginei. Pode parecer bobo para as outras pessoas, mas escolhi um curso porque gostava de ler, e quando percebi que já não sentia mais vontade de ler, questionei então o porque de fazer essa faculdade. Não me leve a mal, adoro meu curso, mas qual seria o sentido de trabalhar com livros, em uma biblioteca o resto da minha vida se já não queria mais ler?

Confesso que ainda me assusta o fato de voltar a ler mais ou não, principalmente, porque estou pensando em fazer mestrado e ficar na carreira acadêmica. Então tenho que encontrar uma forma de equilibrar tudo. Tenho noção que não será fácil, mas sei que valerá a pena.

Em certos momentos da vida temos que priorizar outras coisas. Faculdade exige muito, é tempo, concentração, leitura, estudo. No final, não sobra nada para o resto das coisas. Que é normal trocar um romance por um artigo. Que várias horas de sono são perdidas por causa de trabalhos e provas, de tanto estudar. Que quando tiver um tempo livre talvez eu volte a ler ou talvez prefira ficar vendo alguma coisa na Netflix.

Ainda leio, bem lentamente, mas leio. Às vezes sem vontade nenhuma acabo parando a leitura, na esperança que um dia volte para terminar o livro. Hoje sei que isso não acontece apenas comigo, que é normal e não há motivo para se desesperar. 


Beijos e até a próxima,
Jéssica Tolare


You Might Also Like

0 comentários

Amazon

Amazon