LIVROS QUE ENVOLVEM MÚSICA

06:30:00




Oi gente, tudo bem? Uma das coisas que mais gosto, além de ler e escrever, é ouvir e tocar músicas. Assim como a leitura, a sensação da harmonia das notas são indescritíveis. Tanto que cheguei a cogitar em prestar o vestibular para música e estudar piano e música clássica (sim, eu gosto e muito). Mas o acaso da vida mudou completamente minhas ideias e acabei parando em Biblioteconomia, que, cá entre nós, é um curso fantástico (ainda vou falar dele aqui no blog).

Pensando nisso, percebi que há uma coisa que é cogita a ser melhor que livros e músicas, no caso seriam os livros que envolvem músicas. Por alguma razão me identifico muito se algum personagem toca algum instrumento ou se o livro tem uma playlist por trás. Por isso, resolvi trazer alguns livros que, de alguma forma, tem envolvimento com a música.

Sonata em Punk Rock – Babi Dewet
Esse livro envolve personagens que além de tocar, estudam em uma escola de formação de músicos. Além de ter uma playlist maravilhosa.


Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov. Entre o trabalho como gerente do mercado do bairro e as tarefas de casa, o sonho de viver de música estava, aos poucos, ficando em segundo plano. Até que, ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na Academia Margareth Vilela, o conservatório de música mais famoso do país, a garota tem a chance de seguir uma nova vida na conhecida Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos.
No conservatório, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar seus medos e inseguranças e provar a si mesma do que é capaz, mesmo que isso signifique dominar o tão assustador piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante e talentoso Kim cruza seu caminho de uma forma que é impossível ignorar.
Em um universo completamente diferente do que estava acostumada, repleto de notas, arpejos, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock’n’roll, mas sim toda a Cidade da Música.


As batidas perdidas do coração – Bianca Briones
Ainda tento encontrar as palavras para lidar com essa série.


Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro. Viviane pertence a uma classe social que ele despreza.
Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor.
Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.


Forever my girl – Heidi McLaughlin
Li esse livro em inglês e fiquei bem feliz que vão lançar aqui no Brasil também.


I was never supposed to be a rock star. I had my life all planned out for me. Play football in college. Go to the NFL. Marry my high school sweetheart and live happily ever after.
I broke both our hearts that day when I told her I was leaving. I was young. I made the right decision for me, but the wrong decision for us. Ive poured my soul into my music, but Ive never forgotten her. Her smell, her smile.
And now Im going back.
After ten years.
I hope I can explain that after all this time.
I still want her to be my forever girl.


Intenso demais – S. C. Stephens
Uma das primeiras séries que li e que envolvia música.


Há quase dois anos, o namorado de Kiera, Denny, é tudo que ela sempre quis; apaixonado, carinhoso e totalmente dedicado. Quando os dois se mudam para outra cidade a fim de começar uma nova vida, Denny no emprego de seus sonhos, Kiera numa conceituada universidade, tudo parece perfeito. Mas então, um imprevisto separa o feliz casal.
Sentindo-se sozinha, confusa e carente, Kiera se aproxima de Kellan Kyle, o sexy e sedutor vocalista de uma banda de rock. No começo, ele é apenas um amigo em cujo ombro ela pode chorar suas mágoas, mas, à medida que sua solidão aumenta, o relacionamento ganha força. Até que, uma noite, tudo muda... e nenhum deles jamais será o mesmo.


A música que mudou minha vida – Robin Benway


A vida de Audrey Cuttler não tem sido a mesma desde que aquela música chegou ao topo das paradas. Ela só queria ir a shows, andar com seus amigos e, talvez, arrumar um encontro com o gatinho do trabalho, mas agora Audrey é... famosa!
Não famosa do tipo coisas-grátis-e-crachás-para-o-camarim. Famosa do tipo paparazzi-escondido-nos-arbustos, o pior-momento-da-sua-vida-estampada-por-toda-a-primeira-página. Tudo por causa da música que o ex - namoradofez sobre o rompimento dos dois - o hit do momento, quer dizer, um desastre!
Audrey não quer ser a garota dos refletores, mas uma vez que o mundo decide que ela é uma estrela, será que a sua vida algum dia vai ser normal de novo? Prepare - se para descobrir, porque está na hora da Audrey contar o seu lado da história.


Rock & Pie – Lilian Galdo
Se há uma série que tem drama e muita música é essa.


Vivianne Santinni se considera uma garota de sorte. Além de ela ter sido escolhida para substituir o baixista da banda Rock & Pie, que já é relativamente conhecida em sua cidade natal, ela ainda ganha a oportunidade de dividir os vocais a banda. Em pouco tempo ela já começa a ser considerada como um amuleto da sorte pelos outros integrantes, três homens lindos e talentosos, já que desde que ela se tornou um membro oficial, a banda explodiu pelo mundo todo.
Mas além do sucesso, Vivi ganhou uma coisa muito mais preciosa: uma nova família.
Ric, o vocalista principal e guitarrista, é o garanhão da banda. As garotas fazem fila para vê-lo e caem frequentemente aos seus pés. Apesar de tudo, ele respeita profundamente sua parceira de banda e se torna seu maior confidente. Cadú, o caçula e tecladista, além de ser um rqapaz lindo e talentoso é amoroso e leal à Vivi. Tim, por sua vez, é a pedra no sapato da baixista. Parece que o objetivo desse baterista é tornar os dias de Vivi mais cinzas, já que ele faz de tudo para deixá-la para baixo. Ele sempre a deprecia, quando não está ignorando sua existência. O motivo de tanto rancor é um mistério para a garota, mas ela não imagina o que ele encobre por trás dessa fachada cascuda.
Entre um contrato milionário com um novo patrocinador, uma turnê mundial que começa pela cidade do pecado e a indicação a uma dos maiores prêmios musicais da televisão, Viva acaba dando de cara com o homem de seus sonhos, aquele por quem ela suspira desde adolescente. Ele é tão lindo, sexy e perfeito quanto ela sempre imaginou, mas será que a perfeição é o que ela realmente precisa nesse momento? Embarque nessa turnê e conheça o dia-a-dia de uma banda em ascensão. Se você gosta de sexo, amor e Rock & Roll, você vai se tornar mais um fã de carteirinha de Rock & Pie.


Inspiração – Gisele Sousa


''A música nos envolvia numa sensualidade alucinante''.
Para Layla Bonatti, não havia pessoa mais importante do que o seu irmão, Lucas. Criá-lo desde pequeno cobrou seu preço e seus próprios sonhos foram anulados, exceto um: a música, paixão que cultivava desde que era uma menina.
Cantar no bar era o seu único prazer, em suas apresentações deixava transparecer todos os seus sentimentos. Desta forma, encontrou a recompensa tão sonhada: ser amada e valorizada, seus anseios mais secretos. Porém, o fantasma da perda ainda rondava o seu coração.
Layla será capaz de esquecer toda a dor e finalmente abrir o seu coração para um intenso romance?

Lonely Hearts Club – Elizabeth Eulberg
Claro que tem que haver um livro que faça referência aos The Beatles.


Penny Lane Bloom cansou de tentar, cansou de ser magoada e decidiu: homens são o inimigo. Exceto, claro, os únicos quatro caras que nunca decepcionam uma garota — John, Paul, George e Ringo.
E foi justamente nos Beatles que ela encontrou uma resposta à altura de sua indignação: Penny é fundadora e única afiliada do Lonely Hearts Club — o lugar certo para uma mulher que não precisa de namorados idiotas para ser feliz. Lá, ela sempre estará em primeiro lugar, e eles não são nem um pouco bem-vindos.
O clube, é claro, vira o centro das atenções na escola McKinley. Penny, ao que tudo indica, não é a única aluna farta de ver as amigas mudarem completamente (quase sempre, para pior) só para agradar aos namorados, e de constatar que eles, na verdade, não estão nem aí.
Agora, todas querem fazer parte do Lonely Hearts Club, e Penny é idolatrada por dezenas de meninas que não querem enxergar um namorado nem a quilômetros de distância. Jamais. Seja quem for. Mas será, realmente, que nenhum carinha vale a pena?


Uma canção para a libélula – Juliana Daglio
Uma das obras que mais gosto.


Era uma comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula.
Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro.
Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta.
De Londres a São Paulo, dos Palcos aos Lagos. “Uma canção para a Libélula” é a história de uma alma perdida e de sua busca por quebrar o casulo de sua existência, para só então compreender o sentido da própria vida. Este livro é um profundo mergulho em uma mente nebulosa, permeada por lagos obscuros e pela inusitada morte; não havendo sequer esperanças.


Se eu ficar – Gayle Forman
Talvez a obra mais conhecida desse post, justamente por causa do filme.


A última coisa de que Mia se lembra é a música. Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... E o seu amor luta para ficar perto dela.
Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.

Confissões de uma banda – Nina Malkin


É a história, em relatos em primeira pessoa de cada integrante, de como essa banda se formou e de sua veloz e furiosa escalada para o sucesso. Os integrantes do 6X parecem ter tudo: sorte, contatos... carisma então, nem se fala! Mas se tornar uma celebridade do dia para a noite não é nada fácil.
A Gostosa, ou melhor, Wynn, é uma eterna insegura, apesar de rica e bonita. Ela não acredita ter talento para tocar bateria e tem dúvidas de que a banda possa realmente ser bem-sucedida. Será que um talento secreto ajudará Wynn a superar tanto drama? Kendall, mais conhecida como A Voz, canta como um anjinho, treinada em muitas missas dominicais. Ela é o retrato da garota perfeita, mas, quando calça botas de rockstar, seu lado diabólico não demora a aparecer. Stella, A Chefe, não é tão linha dura quanto seu apelido pode fazer parecer. Ela é inteligente, confiante e segura a onda da banda nos momentos mais difíceis. Tudo bem, ela é um pouquinho mandona, mas alguém tem que ser, né? Já A/B, o garoto da banda, é um gênio musical e toca guitarra como ninguém. É desligado, meio largado, e mesmo assim arranca suspiros de suas colegas de banda e de muitas fãs. Ele só tem um problema: não entende nada de meninas e, às vezes, fica completamente perdido no meio de tantas garotas!
Fama, rock´n´roll e a perda da inocência estão aqui, sem falar no glamour, nas traições e na boa vida de uma celebridade.


Sofia – Mai Passos G.
Sofia pode não tratar de música, mas tem uma playlist maravilhosa.


Sophie nunca aceitou a morte de Sofia, a irmã mais velha. Um dia ela tinha sido acordada pelas sirenes e, no outro, presenciara o enterro da irmã. Aos seis anos de idade, teve que lidar com a dura realidade de ver sua mãe lutando todos os dias para sobreviver, e ver seu pai cada vez mais ausente. Os anos passaram-se, com ele veio o divórcio, e o que sobrara de sua família se ruíra: seu pai encontrara uma nova família; e sua mãe mantinha-se inerte em si mesma.
Aos 18 anos Sophie arrumou as malas e embarcou em uma alucinante jornada atrás da única coisa que sobrara de Sofia: seu coração – agora batendo no peito de um estranho. Sophie saiu de casa no meio da noite, deixando apenas um bilhete para a mãe: “Vou atrás de Sofia, mamãe. Vou consertar essa bagunça”.


Sr. Daniels – Brittainy C. Cherry
Uma banda que compõem músicas envolvendo as obras de William Shakespeare.


Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã.
Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês.
Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.


De volta aos sonhos – Bruna Vieira
Esse livro faz parte daquela série Meu primeiro blog, onde o primeiro é De volta aos quinze. Enfim, nesse livro a autora compôs uma letra que foi transformada em música e que vou deixar aqui, porque ficou tão linda.


Quando achava que sua vida havia por fim se resolvido, e que seu coração tinha encontrado paz e aconchego, Anita acidentalmente volta ao passado mais uma vez. As consequências das mudanças que isso provoca fazem com que ela repense suas prioridades de vida. Enquanto decide o que cursar na faculdade, arruma as malas para trabalhar em um país diferente e percebe que o cara que ama virou uma estrela em ascensão no mundo da música, Anita finalmente começa a pensar em si e nos seus sonhos.
Além de buscar o controle de seu destino, ela precisará lidar com escolhas erradas e circunstâncias inevitáveis, na tentativa de desvendar, de uma vez por todas, o mistério do blog que a faz viajar no tempo.


Talvez um dia – Colleen Hoover
Me apaixonei pelas obras da autora depois que li esse livro. Provavelmente ele foi o inspirador desse post. Nessa história temos um casal que compõe letras para uma banda e o melhor de tudo é que a autora com ajuda de um músico gravou essas canções e ficaram tão lindas. Vou deixar uma das músicas aqui.


Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido.
Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.

Provavelmente há mais histórias envolvendo música, mas, por enquanto, essas foram algumas das que eu li. Espero que gostem, porque essas obras valem a pena de serem lidas. Pode acontecer de não agradar a todos os gostos literários, mas, ainda sim, elas são lindas. Deixe nos comentários se já leu alguma ou tem interesse em ler.


Beijos e até a próxima,
Jéssica Tolare


You Might Also Like

1 comentários

  1. Olá
    Eu adoro quando vejo alguma indicação de música lendo um livro ou quando um dos personagens tem a música como paixão. Eu sou uma pessoa movida a música e ver isso na literatura é de mais. Adorei as suas indicações.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

Amazon

Amazon